Pesquisar este blog

sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

CA/CBF e comissões estaduais ignoram determinação do Ministério Público

Em Outubro de 2010 o Ministério Público de Minas Gerais remeteu à CBF e às federações estaduais determinação para o fim do sorteio dirigido dos árbitros. O promotor do consumidor José Antônio Baeta (foto ao lado) considerou, com base no Estatuto do Torcedor, que o máximo de árbitros aptos - exceto por lesão ou trabalho formal - deve concorrer às partidas.

A medida visava evitar a manipulação de resultados bastante facilitado pelos sorteios praticados até então. Anteriormente, apenas dois apitadores disputavam a escala para um jogo. O prazo para adequação dado foi de 90 dias. Segundo a medida, os dirigentes que não cumprirem com a determinação correrem o risco de, via processo civil, suspensão até destituição dos cargos.

A exigência do Ministério Público pelo fim do sorteio dirigido dos árbitros surgiu da denúncia do Ipatinga sobre supostas fraudes no Mineiro. Mesmo sem provas de corrupção, o promotor decidiu “regulamentar” a lei. Dirigentes do apito, prometeram na época que iriam recorrer da medida, posteriormente relegaram o assunto pra segundo plano e com o esquecimento, nada mais comentaram sobre o assunto.

Ainda no fim do ano passado, a Federação Paulista de Futebol anunciou que iria usar 12 árbitros para os sorteios dos clássicos e 24 para as demais partidas. Com o campeonato paulista em andamento, pode se dizer que esta cumprindo o prometido, pode não ser ainda o ideal e nem 100% dentro da lei como quer o promotor, mas sem duvidas se aproxima bastante disso. Mais uma vez a FPF é pioneira e demonstra não ter medo de errar. Alias, quero parabenizar a CEAF/FPF, este campeonato de 2011 está sendo um dos mais tranqüilos dos últimos anos com relação à arbitragem, prova que o sorteio não é tão ruim assim, é só colocar árbitros capacitados que os resultados aparecerão.

A CBF é mais teimosa. A "casa bandida do futebol" segundo o jornalista Paulo Cezar de Andrade Prado, só toma decisões quando tem grandes interesses por trás, agiu assim no reconhecimento dos títulos dos clubes e no imbróglio da taça das bolinhas, semeando a discórdia visando grandes lucros tirando poder do clube dos 13 e mantendo como aliada à poderosa Globo. A decisão tomada nos casos dos títulos e da taça das bolinhas é discutível, uns acham corretas e outros não acham, mais em uma coisa todos concordam, poderia ela ter tomado essa atitude há bastante tempo. Porque não fez? Esperando o momento certo de tirar proveito da situação!

No inicio de Fevereiro, a CA/CBF anunciou alterações na forma como realizara os sorteios a partir deste ano (foto abaixo).

Clique na imagem para ampliá-la


Acaba o famigerado sorteio único por coluna onde uma única bolinha escalava todos os árbitros de uma rodada e institui o jogo a jogo. O avanço é insignificante pois continuam usando somente dois trios diferentes para cada jogo quando a medida do promotor pede que todos sejam usados com as devidas exceções é claro. Também não ficou claro no documento divulgado pela CA/CBF se haverá repetições dos nomes não sorteados para os sorteios seguintes.

Pelo exposto, a CA/CBF sinaliza que continuara interpretando a lei do sorteio dos árbitros conforme suas conveniências, basta saber se isso não trará conseqüências no futuro como prevê o promotor José Antônio Baeta. Se este país fosse levado a sério, e se eu fosse o presidente da CA/CBF, estaria com a barba de molho.

O Blog do Marçal tentou entrar em contato com o promotor José Antônio Baeta para saber o que ele pensa sobre as medidas adotadas até agora pelas comissões e pela CBF. Infelizmente nosso contato não foi retornado

Frase: "O mau pode retardar a punição, mas não a evita". (Publílio Siro)

9 comentários:

Anônimo disse...

Apenas uma correção no comentário: O promoto RECOMENDA e não DETERMINA.

Anônimo disse...

Estados que fazem sorteios por colunas: AL - BA - CE - GO - MG - RJ - SP (SÉRIES A2 E A3).

Em SP, com 8 classificados a comissão pode até colocar estagiários. Os 4 grandes dentro, ninguém reclama!

No Rio de Janeiro idem. A surpresa foi o Boavista, mas porque o Fluminense invicto perdeu nos penais. A diferença entre as equipes é absurda.

Nos outros estados, não dá ZEBRA!

Anônimo disse...

No site cartao vermelho uma parte do texto do prof. Gustavo.
Qual seria a opinião dele depois de 10 rodadas, ou mais de 50% da primeira fase disputada?

SORTEIO DE ARBITROS: A FPF através de sua Presidência determinou que todos os árbitros listados para a Série A1 devam participar, indistintamente, no sorteio para todos os jogos da rodada, ou seja, todas as “bolinhas” devem estar dentro do globo para os jogos da rodada. Olhando-se pela credibilidade e lisura isto é perfeito e não merece contestação, mas é isso o ideal para que se tenha, em cada jogo, a qualidade de arbitro que o momento requer?

Se correr o risco de nivelar a qualidade de todos, seja para jogos intermediários ou jogos clássicos, para o árbitro (especialmente os mais qualificados) estar em atividade ou não passou a ser uma questão meramente de sorte ou azar... A menos que se tenha uma formula definida para “equilibrar” quantidade de escalas, ou se revela inúmeros talentos novos ou problemas surgirão.

Até acho que a FPF aposta na qualidade de seu grupo principal de árbitros, visto que nas demais divisões o mesmo procedimento não está sendo adotado até aqui. Em tema novo tudo não passa de palpite, e vamos aguardar para que se possa colocar uma opinião mais concreta...

De momento somente as interrogações:
. Haverá equilíbrio na quantidade de escalas?
. Corre o árbitro o risco de estar constantemente fora pelo fator... azar?
. Terão os novatos em alguns jogos a mesma condição dos experientes?

Até mais amigos!
Gustavo Caetano

Anônimo disse...

Pitacos do Apito I foi publicado em 24 de novembro trazendo, dentre os Assistents que estiveram no curso em Santa Catarina dois deles seriam os escolhidos para a FIFA.

Os assistentes presente no curso que brigam por duas vagas, os "aspirantes":

1-Cleriston Barreto Rios/SE
2-Fabio Pereira/TO
3-Fabrício Vilarinho da Silva/GO
4-Guilherme Dias Camilo/MG
5-Kleber Lúcio Gil/SC
6-Marrubson Melo Freitas/DF
7-Thiago Gomes da Silva Brigido/CE
8-Vicente Romano Neto/SP

Foram promovidos:
9-Marcelo Carvalho Van Gasse/SP
10-Rodrigo Pereira Jóia/RJ.

Marçal disse...

Prezado(a),

Não entendi bem o que quis dizer, mais os nomes do Marcelo Carvalho Van Gasse e do Rodrigo Pereira Jóia estão na lista.

Van gasse é o terceiro nome e o Jóia o último. Portanto mais uma informação correta postada pelo Blog.

Um forte abraço.

Marçal

Anônimo disse...

Pesquisando no site achei o ranking dos árbitros, mas não achei a dos assistentes. Poderia dizer como achar?

http://www.apitonacional.com.br/noticias/CNA1.pdf

Marçal disse...

Prezado (a)

O link está em mais noticias página 2: www.apitonacional.com.br/noticias/rankingassistente.htm

Abs,

Marçal

Anônimo disse...

Fui pesquisar sobre as promoções para verificar os acertos do blog e percebo que é grande. Vc é poderoso mesmo! Só falta acertar os dois assistentes que entram no lugar do Marcelo Van Gasse e do Rodrigo Pereira Joía.

Marçal disse...

Prezado (a),

Ok! Já estamos fazendo esse estudo, os dois são bastante jovens e de temperamentos diferentes. Mas não são acertos, são estudos realizados em cima de vários critérios.

Essa comissão respeita muito esses critérios, o acontecido com o caso Péricles/Gutemberg foi uma exceção.

O sapo desceu rasgando a goela de todos da CA/CBF, mas de vez enquanto essa coisa tem que acontecer para manter equilibrada a técnica e a política na arbitragem.

Abs,

Marçal