Pesquisar este blog

sábado, 30 de abril de 2011

Árbitro reprovado em teste físico da CBF apita primeira partida da final do Campeonato Alagoano

O Campeonato Alagoano deste ano iniciou a todo vapor, a pré-temporada no período de 13 a 18 de dezembro de 2010 encheu os olhos de todos. Com a participação dos Instrutores da FIFA Dionísio Roberto Domingos, Aristeu Leonardo e Milton Otaviano, os apitadores foram preparado para o estadual.

- “Será uma semana rica para que possamos ver de perto como nossa arbitragem vai ser preparada para o alagoano 2011. A arbitragem largou na frente para melhorar sua qualidade, a FAF investe mais a cada ano na arbitragem alagoana e vem colhendo seus frutos”, afirmou o confiante presidente da CEAF/AL, Hércules Martins.

Os apitadores foram preparados, os dirigentes, não! Logo no inicio do campeonato, surgiu à primeira polêmica causada por Hercules Martins, a direção do CSA emitiu um documento a FAF e CEAF-AL solicitando que o árbitro Francisco Carlos do Nascimento comandasse a partida contra o CRB. O pedido foi aceito e Chicão apitou o clássico.

Com o andar do campeonato e após as queixas dos clubes contra a arbitragem, em especial do CSA, o presidente da Federação Alagoana de Futebol, Gustavo Feijó, anunciou no dia 14 de março que três dos principais árbitros de Alagoas estariam afastados (geladeira), por tempo indeterminado, do campeonato estadual. Foram afastados Charles Hebert, Flávio Feijó e Francisco Carlos do Nascimento, o Chicão - esse último que teria deixado de dar um pênalti questionado pelo CSA na partida contra o Coruripe, quando o Azulão foi derrotado por 1x0.

O presidente da FAF alegou na época que os árbitros foram afastados não só por conta de erros da daquela rodada. “Afastamos para que isso mexa com a cabeça deles, e eles voltem a apitar como antes, porque eles são bons árbitros. Mas não podíamos compactuar com os erros e tomamos as medidas administrativas necessárias”, disse Gustavo Feijó.

O presidente da FAF, já prevendo o futuro não descartou a possibilidade de trazer árbitros de fora do Estado para as partidas das rodadas decisivas. “Por enquanto o quadro da arbitragem alagoana será suficiente, e não traremos árbitro de fora, embora não esteja descartado. Mas erros de árbitros existem em todos os Estados, não podíamos era ficar omissos”, declarou.

Nesse ínterim, Francisco Carlos foi sorteado para apitar decisão de turno no Ceará, após ter a escala confirmada pelos cearenses, foi surpreendido com um veto vindo diretamente da Federação alagoana, Hércules Martins se vingava assim do que para ele seria uma independência do árbitro criado carinhosamente por ele.

O previsto pelo presidente Feijó aconteceu na fase mais importante do campeonato onde vários árbitros de outros estados com qualidade duvidosa, igual ou pior que os que existem em Alagoas, foram importados para apitarem no alagoano.

Mas o cumulo da indecência e da imoralidade acontece nesta primeira partida da final do campeonato que acontece neste sábado dia 30 em Arapiraca. Pela total incompetência da comissão de árbitros de Alagoas, foi solicitado árbitro de outro estado sendo o sorteio realizado pela CBF e ficou definido que o paranaense Evandro Rogério Roman apitaria a partida. Como tem coisa que só acontece em Alagoas, Roman foi reprovado no teste físico da CBF ontem (28) à noite no Rio de Janeiro.

O mais provável e o que era de se esperar, que um outro sorteio fosse realizado e um novo árbitro fosse designado para a partida em substituição ao reprovado Roman, repetindo o ocrrido em 2008 quando se trocou o árbitro um dia antes por conta de denuncias do caso Madona. Até o presente momento, nenhuma providencia foi tomada para substituição do reprovado e não houve nenhum comunicado sobre o assunto. É uma vergonha que uma partida tão importante para um campeonato estadual seja manchada com a participação irregular de um árbitro que não esta habilitado fisicamente para dela fazer parte.

Existem centenas de árbitros disponíveis para esta partida e vergonhosamente não se sabe os motivos, apitará o menos preparado fisicamente. Esta final estará manchada para sempre, também o que esperar de uma comissão fraca, omissa, que persegue seus apitadores e pede ajuda de terceiros admitindo sua total incompetência.

Frase: "Não faça nenhuma coisa imoral por razões morais". (Thomas Hardy)

4 comentários:

gatinha disse...

Tenho acompanhado suas investidas frequentes contra Hércule Martins e fica cada vez mais claro que se trata de algo pessoal. Tantou outros estados vem "importando" árbitros e você dá uma notinha e tal, mas com Hércules é uma coisa escandalosa. Amigo,um conselho, resolva seus problemas pessoais com ele fora desse cenário, esse espaço é pra dar notícias, críticas e tudo o mais, agora briga pessoal???

Marçal disse...

Prezada Gatinha,

Vamos discutir a informação. Não é verdadeira a informação que postei? Quem apitou a primeira partida da final, foi o Chicão? Não, ta! Então foi o Flavio Feijó Omena? Também não! Ta, então ultima chance, foi o Charles Hebert? Nãoooo!

Meu Deus! Deixaram um árbitro que não passou no teste físico da CBF apitar uma final de campeonato? Só poderia ser em Alagoas, onde seu dirigente de arbitragem é um tirano, persegue seus adversários, não aceita criticas e é encoberto pelo presidente Feijó e a imprensa local que bate em na porta de CEAF para tomar cafezinho com o tirano!

Aqui, diferentemente do tirano alagoano, aceitamos as criticas, publicamos e discutimos, não temos medo de debater e nem precisamos oferecer cafezinho ou estadias em hotel para ganhar o silencio de todos.

Anônimo disse...

Parabéns Marçal por denunciar os abusos cometidos por pessoas desqualificadas que quando chegam ao poder se acham Deuses! Tenha a certeza de que essa "Gatinha" é o própio Hércules. O mesmo vive conectado ao seu Blog e ao AN. Continue assim. Pois, até agora vc não falou nada que não seja verdade. Parabéns!

Anônimo disse...

Isso mesmo Marçal, continue firme. O seu Blog e o AN são as maiores ferramentas contra tirania, desmandos, conchavos, esquemas, fraudes e etc.na arbitragem brasileira. A arbitragem precisa urgentemente que voltem a comandar os que foram verdadeiros árbitros, e não as marionetes de presidentes de federações que comandam hoje. Um dia a casa cairá para todos eles.